Skip to content

14/07/2020 Comunicado de imprensa

TOTAL OFERECE KITS DE COLHEITA DE AMOSTRAS E REAGENTES PARA A TESTAGEM DE COVID-19

O Projecto Mozambique LNG, liderado pela Total, procedeu hoje, no âmbito do seu apoio à resposta nacional contra a COVID-19, à entrega ao Ministério de Saúde, de doze mil (12.000) kits de colheita de amostras, reagentes e consumíveis para seis mil (6000) testes de PCR e vinte e quatro (24) kits de extracção equivalentes a seis mil (6000) amostras. A oferta é destinada ao Instituto Nacional de Saúde (INS) que, recentemente, beneficiou ainda de doze mil e quinhentas (12.500) máscaras cirúrgicas, que fazem parte de um lote inicial de cinquenta mil (50.000) máscaras direccionadas às autoridades de saúde no país.

O apoio da Total e dos seus parceiros no projecto Mozambique LNG à resposta nacional contra a COVID-19 já incluiu, entre outros, a entrega às autoridades de Cabo Delgado de doze mil (12.000) máscaras e diverso outro material de protecção individual, quinze (15) termómetros infravermelhos e trinta (30) bombas de pulverização de dez (10) litros cada. Está igualmente em curso a reabilitação de uma (1) enfermaria de cinquenta (50) camas do Hospital Provincial de Pemba destinada ao isolamento de doentes de COVID-19, a instalação, ainda em Pemba, de um (1) novo laboratório de PCR - contentor de 45m2 com cinco divisões - para testagem de COVID-19, apetrechado de equipamentos laboratoriais completos e de escritório, bem como o processo de aquisição de 5 ventiladores e de uma (1)
tenda a ser usada como enfermaria de isolamento para pacientes com COVID-19 no Hospital Distrital de Palma.

O Ministro da Saúde, Armindo Tiago, afirmou “Queremos reconhecer que o apoio ocorre numa altura em que existem dificuldades enormes de disponibilidade de testes a nível do mercado internacional. Achamos, por isso, que a Total é um campeão no processo de contribuir para que nós tenhamos melhor desempenho. Este apoio constitui uma importante contribuição para o fortalecimento da nossa capacidade de diagnóstico e, obviamente, vai contribuir para os esforços de melhor controlo da pandemia”.

Armindo Tiago acrescentou ainda que “a testagem combinada com outras acções é que vai garantir que o controlo da doença em Moçambique tenha sucesso. Foi nesta perspectiva que, com vista a alargar territorialmente a capacidade de diagnóstico da Covid-19 em Moçambique, iniciámos o processo da descentralização da testagem. Começámos por fazêlo na província de Sofala e depois fomos à província de Nampula. Estamos também em Tete e Zambézia. Para breve, como foi anunciado, vamos fazer a expansão da testagem para a cidade de Pemba com o apoio da Total”.

Por sua vez, o Director Geral da Total em Moçambique e Vice-Presidente do projecto Mozambique LNG no país, Ronan Bescond, afirmou: “ A saúde e bem-estar dos nossos colaboradores e das comunidades onde estamos inseridos são um imperativo. Por isso, em todo o mundo, nos países onde operamos, estamos mobilizados para fazer face a esta pandemia global. Moçambique não é uma excepção: estamos mobilizados no seio da nossa empresa para continuar a implementar as medidas que se impõem e para continuar a trabalhar com o Governo de Moçambique e outras partes interessadas para fazer face a esta pandemia”.

Ronan Bescond afirmou ainda que com “o apoio entregue hoje, queremos dar o nosso contributo para reforçar a capacidade de colheita de amostras dos pacientes suspeitos de infecção pelo vírus a nível das unidades sanitárias e dos postos sentinelas, e de processamento laboratorial das amostras para a confirmação do diagnóstico de COVID-19”. 

Bescond expressou ainda os agradecimentos da Total e seus parceiros pelo inestimável apoio prestado pelas autoridades de saúde no controlo da COVID-19 no acampamento de Afungi.